leitura é uma escuta. clique e arraste para "ouvir" as irmãs.
voz de olga

voz de masha

voz de irina

é noite. falam contigo.

a cidade onde nasci não será uma cidade... será... um lugar onde... para...
pausa
kkkkk. na cidade para onde vou voltar vai nevar muito. kk. as crianças vão adorar, mas os adultos vão ficar irritados.
desculpa. desde criança gosto dessa música.
mesmo sendo uma cidade grande não será cheia de gente. ou vai ter tanta gente que não vai ser possível sair na rua sem ficar encostando em outros corpos e falar de espaço individual vai ser uma besteira.
na cidade para onde vamos a maioria dos adultos terão pesadelos.
né olga?
nessa cidade não haverá homens, apenas mulheres, ou haverá alguns... importados de outras cidades.
crianças vão dormir bem mas adultos terão medo de ir para a cama à noite. crianças passarão a cantar canções de ninar para mostrar para os adultos que tudo vai ficar bem.
kkkkkk a vida como conhecemos vai acabar. e quem quiser morar nela, na cidade, vai ter que trabalhar de graça para o governo nas ruas limpando neve.
talvez nessa cidade crianças governarão. ditarão gostos e a moda, serão os intelectuais.
tosse
na minha cidade não existirá inverno e também não vai existir mais verão. as estações serão outono e primavera e a previsão será sempre de clima ameno.
nessa cidade não haverá mais casos extremos de transtorno alimentar. na minha cidade natal formas extremas de automutilação serão um estilo de vida para bastante gente.
nela o povo fará revoluções.
ou crianças serão raras.
políticos, ricaços, militares serão perseguidos e linchados
se afoga
e terão as cabeças raspadas e farão confissões públicas dos seus crimes
destruir a própria audição, tirar um braço, pagar para amigos te desfigurarem enquanto dormes, enfim, minhas cicatrizes estarão na moda.
e as pessoas que forem sortudas o suficiente para tê-las irão esconder.
as pessoas vão entrar nos escritórios do governo, destruir os computadores e rasgar e jogar documentos pela janela.
suicídio será a forma mais comum de morte
vai ser como nevar
ou a morte será coisa do passado, usada para assustar criancinhas
nesta cidade feriados serão comemorados apenas nas ruas. o natal será uma grande ceia com uma grande mesa na praça principal
as ruas ficarão cobertas com milhares e milhares de papéis brancos.
ou a vida nessa cidade será tão, mas tão intensa, que as pessoas passarão a viver menos e menos. um ano, um mês, uma hora, pouco mais. pode parecer pouco mas na cidade para onde vou será o suficiente para ter uma vida
continuam falando mas você já não ouve.
sobre elas nevam as cinzas do teu cigarro